Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O meu sótão é cor de rosa

Às vezes, de noite, subo ao telhado do sótão, sento-me a ver as luzes da cidade e o frenesim do fim dos dias e penso que gostava de ficar ali para sempre. L.T.

O meu sótão é cor de rosa

Às vezes, de noite, subo ao telhado do sótão, sento-me a ver as luzes da cidade e o frenesim do fim dos dias e penso que gostava de ficar ali para sempre. L.T.

A minha família que Amo mais que tudo

 

Não consigo dormir... os meus pensamentos são um turbilhão de emoções...
Penso e volto a pensar... e não sei o dia de amanhã. O mais importante é a minha família e é ela que me preocupa a cada momento que passa. A minha avó está doente.
A minha mãe é uma mulher de aço.... grande mulher... inquebrável ao longo de toda a sua vida. Caracterizo-a de mulher forte, sempre firme, com carácter e cheia de coragem.
As minhas irmãs são diferentes. A minha irmã do meio, de personalidade vincada, mas pessimista perante a vida. A minha irmã mais velha, sensível e revoltada com o destino. Já eu, a mais nova, sentimentalista e rebelde. Mas todas com carácter, modéstia à parte. E a nossa postura mantém-se dia para dia, apesar da nossa vontade de quebrá-la tantas vezes.
O nosso sofrimento presente está centralizado na minha avózinha, mas a minha maninha mais velha preocupa-me mais do que nunca. Mas eu acredito que o destino não a vai atraiçoar e o resultado do exame que fez ontem vai fazer com que volte a sorrir. Acredito plenamente que vai voltar a ver os espectáculos de música em lisboa, que tanto adora, e ver os jogos do benfica sempre cheia de entusiasmo. Deixá-la gritar com os golos do seu clube! No fundo, todas somos do benfica. Já vem dos tempos do meu avôzinho, que já não está entre nós.
Desabafei, pronto! Estava a precisar.
Amanhã é um novo dia.
Mas não será somente mais um dia? Quem dera que fosse bem diferente. Com notícias cheias de esperança e que pudessem alegrar os nossos corações angustiados. Os corações das mulheres da minha família...
O meu amor por todas vós é infindável...

 

 

por Leonor Teixeira, a Ametista

Infância, que Saudades!

 

São tantas as saudades da minha infância...

Quando brincava com as minhas irmãs no quintal da minha mãe...

Até de ver as lagartixas passarem rente aos canteiros eu sinto saudades.

De me pendurar na nespereira (que já não existe) do quintal de cima e comer as laranjas e as tangerinas saborosas das árvores que ainda hoje estão lá.

Que saudades de me escapar para o olival acima do nosso quintal!

Trepar pela figueira que dava acesso à 'nossa pequena floresta' e esconder-me entre as árvores quando a minha mãe e a minha avó chamavam

por mim.

Que saudades do 'meu bosque'...

Saudades de saltar ao muro de acesso à casa do meu vizinho para jogarmos à apanhada.

De tantas vezes saltar, cheguei a partir a cabeça.

Saudades das peças de teatro que eu e as minhas manas inventávamos com as nossas vizinhas. A representação era no quintal e eu era sempre o gato, claro.

É o que faz ser a irmã mais nova.  

Brincámos tanto no sótão das vizinhas às escondidas.

Saudades de saltar à corda e jogar ao elástico e à tardinha jogar ao monopólio e ao jogo das palavras (quando já éramos mais crescidinhas).

Saudades dos gatinhos que tivemos.

O quanto chorámos quando partiram...

Saudades das portas de casa abertas e de ir a pé para a escola sem medo.

Saudades do cheirinho da flor de laranjeira na Primavera...

Que saudades da inocência...

Que saudades de brincar...

 

 

por Leonor Teixeira, a Ametista

Confesso

 

Querido Duarte,

 

Sei que não me lês... sei que não entras no meu espaço...

Por isso confesso que não te esqueci, amor da minha vida presente... Declaro aqui, neste meu mundo, que és tu que existes em cada momento imaginário do meu dia a dia. Finjo que ignoro a tua presença, finjo que me és indiferente, mas és tu que fazes parte dos meus sonhos... Sei que o tempo vai passar e nada vai mudar... Só queria aquela conversa que nunca tivemos e jamais teremos. E as palavras permanecem guardadas num cantinho de mim sem nunca poder proferi-las na tua presença. Nunca saberás o meu verdadeiro sentimento... aquele que nutro por ti... Resta-me esperar que o tempo permita que me liberte de ti... um dia...
Mais ninguém conseguirá preencher o lugar que te pertence...
Adoro-te a ti...
Sê feliz...


Laura

 

 

por Leonor Teixeira, a Ametista

por: Leonor T, a Ametista

img1514942427922(1).jpgo outro lado do sótão

queres entrar?

os meus livros queres comprar?

ametistaleonor

ametistaleonor

não copie ou altere; respeite os direitos de autor

índice.jpg

comentários arrecadados

  • Closet

    ohhh que nostalgia me deu hoje e encontro-te aqui ...

  • Ametista

    É verdade... e que 'velha guarda'. Era maravilhoso...

  • green.eyes

    Eu acho que 95% da "velha guarda" foi embora…Do no...

  • Ametista

    Ficava aqui para sempre, acreditas? Mas há amigos ...

  • green.eyes

    Já não aparecias a tanto tempo, que já pensava que...

esconderijos do sótão

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

IMG_20151228_150612.JPG