Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O meu sótão é cor de rosa

Às vezes, de noite, subo ao telhado do sótão, sento-me a ver as luzes da cidade e o frenesim do fim dos dias e penso que gostava de ficar ali para sempre. L.T.

O meu sótão é cor de rosa

Às vezes, de noite, subo ao telhado do sótão, sento-me a ver as luzes da cidade e o frenesim do fim dos dias e penso que gostava de ficar ali para sempre. L.T.

Bola de Sabão

 

Um sonho que se constrói e se desfaz. E outro nasce.

Um desejo que se conquista e que se perde. E outro surge.

Uma fantasia que se inventa e que escapa. E outra que se cria.

É ser criança até sempre com as cores do imaginário.

O azul é a cor do céu e reflecte-se no mar.

E as palavras dançam pintadas de azul em forma de bola de sabão.

 

 

por Leonor Teixeira, a Ametista

Ele e Ela

 

Laura recebia mensagens com regularidade. As expressões de Duarte eram doces como os chocolatinhos da milka que Laura chegava a comer de madrugada enquanto, à distância, trocavam palavras de puro afecto. A ternura que ele deixava transparecer transmitia-lhe uma espécie de serenidade absoluta.

Passou o tempo e semanas depois, numa noite fria, Duarte apareceu com as palavras desenhadas no olhar. Irrompeu o enlace dos sentidos num silêncio de gestos declarados. Embalaram num abraço apetecido e respiraram-se ao sabor de uma carícia. Elevaram-se na essência de uma dança suave.

 

Ele? Deixou a fragrância da sua presença.

Ela? Guardou a quimera do que juntos não puderam construir.

 

Desculpa - disse Duarte na sua última mensagem.

Desculpo, mas não esqueço - pensou Laura.

 

por Leonor Teixeira, a Ametista

The Notebook

'The Notebook'.

 

Filme baseado no best-seller 'O Diário da Nossa Paixão' de Nicholas Sparks.

Não li o livro. Mas uma noite destas o filme passou na televisão. Também não tinha visto.

Fiquei colada ao sofá. Do princípio ao fim.

Para qualquer eterno romântico incurável, tipo eu, estão a ver...

Como é possível alguém sentir um amor assim tão arrebatador?

O amor dele por ela... o verdadeiro...

Um rapaz do campo e uma menina da cidade. O homem pobre que consegue enriquecer. Por amor.

Existirá alguém que nutra tamanho amor por outro alguém?

Qual mulher não daria tudo para ter um Noah na sua vida..? Quem não gostaria de ser uma Allie...?

 

Vejam a beleza deste amor...

 


 

 

Comovente...

Mágico... este amor... presente até sempre...

 

por Leonor Teixeira, a Ametista

Dança de Amor...?

 

Dançaram por instantes...

O olhar, o abraço, o beijo... pele sobre pele...

O murmúrio, as palavras brandas, a suavidade do toque...

A descoberta... a entrega... o sussurro do nome... o suspiro...

A pureza do estar junto... o silêncio...

E parou o tempo...

Emergiu a serenidade depois da despedida...

Até quando o adeus?

O adormecer a sorrir...

O despertar com a incerteza do hoje...

A espera pelo recomeço do momento... daquele que foi um momento único...

Ficou a dança inacabada das almas que se distanciaram...

E o sorriso converteu-se numa lágrima...

 

por Leonor Teixeira, a Ametista

Ametista - mudei o nome a mim mesma

 

Ametista...

 

Deixo de assinar aquisoufeliz a partir deste momento. E fico ametista.

Porquê Ametista?

Não tem a ver com o mineral em si nem com a sua estrutura. Não tem, também, qualquer tipo de relacionamento com a sua origem nem com o facto de ter sido usada como pedra preciosa pelos antigos egípcios. Também não é pelo significado que lhe foi atribuído na astrologia ou pela mitologia grega a ela associada.

Um dia, ofereci uma Ametista a alguém muito especial... pelo simples valor simbólico que ela pudesse vir a significar. Como talismã, talvez. Não por superstição.

Por acaso, foi uma Ametista. Poderia ter sido uma outra pedra semi-preciosa. Uma Água-marinha, uma Turmalina ou até uma Esmeralda Bruta. Mas foi uma Ametista.

E foi aquela. A primeira que vi, a primeira que toquei. Porque olhei para aquela, entre tantas outras, e senti uma beleza diferente. Não sei se pela sua cor púrpura, se pelo seu brilho. Apenas senti que era aquela.

 

Sabem? Talvez tenha sido pela sua cor...

 

por Leonor Teixeira, a Ametista

Sentidos

 

Os nossos sentidos fazem com que não nos esqueçamos de quem foi para nós deveras importante. Independentemente se foi só por um momento.

As sensações da alma deixam um significado de tal forma intenso, que nos permite recordar com carinho quem nos fez sorrir...

Há pessoas que não se esquecem, mesmo que tenha sido por instantes.

Mesmo que os momentos não se repitam, fica a lembrança da beleza que vivemos...

 

Dançarias comigo só por mais um instante?

 

 

por Leonor Teixeira, a Ametista

A Beleza das Coisas

 

A beleza das coisas está no momento em que acontecem pela primeira vez...

Porque o primeiro instante nunca se repete... um olhar, um beijo, um gesto... um momento vivido inesperadamente e que faz o coração bater... uma admiração por algo nunca antes visto ou sentido... algo que emociona ou faz derramar uma lágrima de tão puro que é... de tão sublime...

A beleza das coisas está no momento em que ficam para sempre...

Um encontro, as mãos que se dão, o verdadeiro abraço... ouvir aquela música e recordar o que significou... ou simplesmente escutá-la porque faz sonhar... dançar com aquele alguém especial... e voar... muito para além da imaginação...

A beleza das coisas está na magia do momento em que acontecem...

Porque esse instante eleva-nos ao mais grandioso dos lugares... a nossa praia... aquela que queremos para nós...

 

- O mundo está a perder a beleza por puro egoísmo e ganância do Homem -

 

 

por Leonor Teixeira, a Ametista

por: Leonor T, a Ametista

img1514942427922(1).jpgo outro lado do sótão

queres entrar?

os meus livros queres comprar?

ametistaleonor

ametistaleonor

não copie ou altere; respeite os direitos de autor

índice.jpg

comentários arrecadados

  • Ametista

    Oh Flor, obrigada. Deixas-me sempre palavras tão b...

  • DyDa/Flordeliz

    Já estive aqui .Li, e...Parti. Faltaram-me palavra...

  • Ametista

    Obrigada, Green Beijinhos

  • green.eyes

    As saudades que eu tinha dos teus textos …Beijinho...

  • Ametista

    Obrigada, Gaffe, pela visita. E sim, um sótão acon...

esconderijos do sótão

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

IMG_20151228_150612.JPG